segunda-feira, 22 de julho de 2013

Vai uma canabis aí?

Olá, pessoal. Tudo joia? Ontem vi uma reportagem sobre a qual achei válido comentar com vocês e debater um pouco; é sobre a legalização da maconha nos EUA. Vou comentar sobre ela e tentar lançar um debate por aqui.
No país, há algumas cidades onde a maconha é liberada para uso medicinal. Existem, segundo pesquisas, mais de 500 espécies da erva, todas para usos diferentes. Lá, as espécies são vendidas em clínicas especializadas e farmacias, mediante apresentação de carteirinhas que autorizam o seu uso. Alguns utilizam a erva para combater depressão, outros para dores.
No entanto, alguns estados estão liberando a maconha para uso recreativo, existindo até uma maquininha daquelas iguais a maquininhas de refrigerantes, onde colocamos a moedinha e sai a bebida, pois é, existe uma máquina dessas de maconha. Muitas empresas estão lucrando muito com isso, montando sites para comprar canabis pela página, escolhendo seus tipos; E muitos altos executivos estão deixando seus empregos para investir nessa área, que promete ser muito lucrativa.
Depois de ver essa reportagem, minhas convicções tremeram um pouco. Por um lado, há tantas pesquisas sobre o assunto que acredito que a erva danada não deve ser de todo ruim. Algum beneficio ela deve ter para a humanidade, mesmo que esses benefícios não estejam na canabis in natura. Além disso, o tráfico e o crime organizado perderiam a força, já que os investimentos na produção, comercialização e consumo da erva seriam totalmente legalizados.
Há, porém, o risco iminente de que se liberarmos o uso da maconha daqui a pouco estaremos liberando o uso da cocaina, do crack, da eroina e entraremos num inferno sem volta. Outro porém é que a maconha é uma droga, e como tal, vicia a ponto de chegar a hora em que não faz mais efeito, o que aumentaria o consumo de outras drogas ilissitas. E num tempo em que estamos lutando para inibir o uso de bebidas alcoólicas, isso soa contraditório.
Será que não está havendo a utilização de um produto viciante com o único propósito de ganhar dinheiro, sem pensar na saúde do povo, como ocorreu com o cigarro? Será que não estamos caindo na sedução do dinheiro fácil, esquecendo de nossos princípios e levando a humanidade para o fundo do poço?
Bem, tentei aqui mostrar os dois lados de uma moeda, dificeis de escolher qual é a verdade desses lados. Espero que tenham gostado da postagem e que pensem sobre o assunto, e espero que surja um debate sério sobre o assunto. Beijos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!