domingo, 8 de setembro de 2013

Simplifica

Olá, pessoal. Tudo bem?
Hoje eu vim postar um poema que fala por si só, por isso não vou comentá-lo. Ele oi psicografado por chico xavier e ditado por casemiro cunha. Se chama simplifica e nos da mil tapas na cara e lições de vida.

SIMPLIFICA

Casemiro Cunha Clamas que o tempo está curto; Contudo, o tempo replica: - “Não me gastes sem proveito, Simplifica, simplifica.” E’ muita conta a buscar-te... Armazém, loja, botica... Aprende a viver com pouco, Simplifica, simplifica. Incompreensões, chicotadas? Calúnia, miséra, trica? Não carregues fardo inútil, Simplifica, simplifica. Encontras no próprio lar Parente que fere e implica? Desculpa sem reclamar, Simplifica, simplifica. Se alguém te injuria em rosto, Se te espanca ou sacrifica, Olvida a loucura e segue... Simplifica, simplifica. Recebes dos mais amados Ofensas que não se explica? Esquece a lama da estrada, Simplifica, simplifica. Alegas duro cansaço, Queres casa imensa e rica; Foge disso enquanto é tempo, Simplifica, simplifica. Crês amparar a família Pelo vintém que se estica? Excesso cria ambição. Simplifica, simplifica. Recorres, em pranto, ao Mestre, Na luta que te complica, E Jesus pede em silêncio: Simplifica, simplifica. E daí, é ou não é uma lição de resignação? Aprendamos com ele. Boa semana a todos!


Casimiro cunha *










Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!