sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Tristeza não tem fim, felicidade sim. Será?

Olá, povo. Tudo joia? Hoje Eu estou muito, mas muuuuito reflexiva. Aliás, esse fim de ano estou reflexiva. Vim falar sobre uma frase que costumo ouvir e não concordo. A frase diz: "tristeza não tem fim, felicidade sim". Vou explicar o porquê não concordo. Para quem sabe que simplesmente estar vivo e saudável já é uma alegria, a felicidade está em qualquer pequeno gesto, em cada pequeno sorriso. Só quem nunca esteve dentro de um hospital de grandes cidades e não viu de verdade o que é sofrimento é que, estando saudável, tendo o que comer e um emprego para chamar de seu, pode dizer que não é feliz de verdade. Eu peregrinei por vários hospitais em Porto Alegre. Vi pessoas muito, mas muito doentes mesmo. Pessoas sem um olho, pessoas com câncer em estado terminal. E essa gente tão sofrida nos passa uma lição de vida enorme! Para depressão, melhor terapia não há. Existem famílias que não tem o que comer e mal conseguem ter uma casa para morar, e mesmo assim são muito mais felizes que muita gente que tem de tudo. Essas pessoas que tem tudo o que é material se esquecem que a verdadeira felicidade está no amor e na caridade para com o próximo, pois fazendo o bem aos outros nos tornamos mais felizes. E essa caridade não precisa ser material, um abraço, um olhar carinhoso, um jesto amigo e até mesmo orar por alguém é uma forma de caridade. É por isso que se para essas pessoas tão sofridas a tristeza não existe, quem somos nós para sermos tristes? Podemos sim ter momentos tristes, mas não de ter uma vida baseada na tristeza. Por isso, mudemos essa frase para> "felicidade não tem fim, tristeza sim".

Um comentário:

  1. aaaa dona taís...... eu posso dizer que atualmente não estou sendo feliz, mais concordo plenamente com a sua fraze. a felicidade é que não tem fim. pois a cada dia podemos recomessar, e reescrever tudo aquilo que quer nos entristecer. bjs.

    ResponderExcluir

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!