sábado, 1 de dezembro de 2012

QUANDO O AMOR NÃO BASTA

Oi pessoal. hoje vim mais fazer um desabafo, que vocês nem precisam levar em conta. Ontem, sem querer, no meio da minha festa de aniversário, fiz uma descoberta. descobri que amar só não é tudo. não é verdade esse negocio de quando há amor, não há distancia que separe,. Você conhece alguém pela internet, se apaixona. gosta tanto que fica em dúvida se essa pessoa é mesmo o amor da sua vida ou se é só uma amizade que você confundiu. mesmo ele te dizendo que não gosta de você, que vocês nunca dariam, certo, voce fica com aquela esperança de um dia conquistá-lo. Mas um belo dia você acorda depois de ter um sonho lindo com ele, fica o dia todo pensando nele e se dá conta que ele é realmente o amor da sua vida, mas que nunca dará serto. A final, onde ele estará no dia do seu aniversário? e quando você precisar dele pra te abraçar, desabafar, curtir o silêncio? e quando você quiser compañia pra dar uma volta, pra conversar? e quando você estiver doente, quem vai te mimar ou te dar carinho? De repente, você descobre que nem o seu grande amor diminui o que a distância faz, porque você já passou da idade de não querer viver a realidade, tudo que você quer é a rotina desgastante da realidade, é conhecer todos os defeitos dele e quer mostrar sem dó nem piedade todos os seus, você quer aquela briga que te faz chorar e gritar ou aquela felicidade que te faz sair de mãos dadas na rua rindo que nem criança. enfim, você quer o certo, o real, e não a aventura, o incerto. E então, você se dá conta que o amor da sua vida se realizará na próxima encarnação e vai ter que aprender a conviver com essa triste descoberta.

Um comentário:

  1. aaa menina, nem me fale sobre isso. acho que é por isso que eu me identifico como escritora. só escrevendo/lendo aqueles romances impossíveis pra gente se imaginar e se encaixar em histórias lindas e maravilhosas. porquê a realidade não é assim, e é difícil encarar tudo isso sem chorar, sem querer ser a " culpada", pela sua própria dor........

    ResponderExcluir

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!