sexta-feira, 10 de setembro de 2010

você já se questionou como os outros o vêem?

Você já se questionou sobre a forma como os outros o veem?

Sonia Jordão

Sabemos que, em muitas ocasiões, importa mais o que você parece aos olhos dos outros do que como você é realmente. Por isso, é importante tomar cuidado
com seu comportamento, já que é muito difícil ter uma outra chance para causar uma boa primeira impressão.

Na vida profissional precisamos, muitas vezes, nos comportar como se estivéssemos sentados à mesa, em um ambiente refinado com nossos principais clientes.
A forma adequada de comportamento depende do ambiente e da cultura de cada região. Por exemplo, palavras que em uma região são usadas normalmente no dia
a dia, em outra localidade podem não ser bem aceitas.

A forma de se vestir também muda de um lugar para outro. Por exemplo, nas cidades litorâneas, à beira das praias é permitido trabalhar de forma mais informal,
enquanto que em lugares frios, geralmente, as pessoas vestem-se de maneira mais formal. Em muitos lugares fala-se alto, gesticulando-se, enquanto em outras
regiões as pessoas falam baixo e de forma tranquila.

A forma como as pessoas foram criadas, suas crenças e seus valores também influem nos comportamentos e nos relacionamentos. E muito mais importante do que
o "como se diz" ou "o que se diz" é como os outros o ouvem e o interpretam. E, sem querer, muitas vezes, mesmo com as melhores das intenções pode-se magoar
alguém.

Outro detalhe a ser observado é que, no mundo atual, muitas pessoas vivem sob a "Lei de Gérson", onde levar vantagem em tudo é fundamental. Isso em parte
deve-se ao fato da população crescer rapidamente, levando ao aumento da competitividade e à mudança na hierarquia das organizações, com um achatamento
dos postos de chefia. Nesse modelo fica difícil aceitar que alguém possa ser simplesmente bondoso e que não queira nos usar para aparecer. A preocupação
em manter o emprego, às vezes, nos leva a enxergar "chifre em cabeça de cavalo" e isso pode atrapalhar no relacionamento com os colegas de trabalho.

Além de se preocupar consigo mesmo, o bom profissional também deve tentar compreender o comportamento dos colegas de trabalho Assim, a pessoa adapta-se
às diversas situações e aprende a lidar com elas. À medida que o profissional estuda o assunto e o pratica, perceberá que ainda terá muito a aprender.

É sabido que cada pessoa tem uma visão diferente da outra. Cada um ouve e enxerga à sua maneira, em função de sua formação e de suas experiências de vida.
Por isso, precisamos estar sempre atentos à nossa imagem perante os outros. Iss não significa que se deve viver preocupado com os outros, mas se comportar
adequadamente, de acordo com a sociedade onde estiver inserido. Até porque não sabemos se a pessoa que está nos vendo será nosso futuro chefe ou até empregador.

Há algumas filosofias que acredito que deveriam ser seguidas por todos. Uma delas é a frase de Stanley, que diz: "É necessário que o mundo depois de ti
seja algo melhor, porque tu viveste nele". Sendo melhores, os profissionais levarão as organizações a serem melhores também. Acredito que assim teremos
um mundo melhor, já que as organizações, principalmente as empresas, podem ser entidades ou instituições capazes de mudar o mundo.

Outra filosofia que devemos adotar vem do Dalai Lama, e diz: "Reparta o seu conhecimento. É uma forma de alcançar a imortalidade". Há alguns modos de fazer
isso, entre eles: escrever e divulgar artigos, ministrar palestras e treinamentos, escrever e editar livros. É importante ainda procurar desenvolver-se
de modo a atender a essas duas filosofias de vida.

Nem sempre o seu desempenho será suficiente para mantê-lo no emprego. Um comportamento inadequado pode até levá-lo à demissão. E como uma pessoa educada,
com boas maneiras, sempre terá um lugar de destaque na sociedade, procure cuidar disso com carinho. 

Eu sei que educação vem de berço e é obrigação, mas vale sempre lembrar. essa matéria foi retirada do site rh.com.br, do dia 30/08.
Palavras-chave: |
equipe
|
conflito
|

Um comentário:

  1. Oi ta!!!!!!
    Adorei a sua postagem. e confesso que eu, sou uma dessas pessoas que precisa aprender a se comportar.
    antigamente, eu tinha sérios problemas com isso, por levar a minha sinceridade ao estremo.
    depois eu acabei aprendendo a me controlar só que às vezes, esse lanse de falar o que eu quero quando eu quero, ainda vém a tona, e foi bom ler isso, me fez lembrar que por menos que eu goste, tenho que me lembrar de que nossos comportamentos são condicionados, pela sociedade em que estamos ou em que somos inseridos.
    um beijão.

    ResponderExcluir

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!