segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Férias, pra que te quero!

Oi galera. Como vão?
Quando estamos desempregadas, somos jovens e tal, queremos porque queremos nos sentir úteis, e lutamos por um emprego digno, ou não tão digno, desde que seja um emprego. Daí quando conseguimos,é uma festa, uma belezinha,melhor coisa da vida. Mas depois de algum tempo, pelo menos eu, me pergunto: onde eu estava com a cabeça quando quis trabalhar?
Claro que não estou aqui fazendo apologia à  vadiagem, mas estou querendo dizer que muitas vezes, nosso cansaço é paupavel, e você só gostaria que todos os dias fossem sábado ou domingo. E é assim que me sinto nos ultimos, sei lá, 3 meses pelo menos.
Além da quase tortura que é acordar 06 da manhã, ainda vem as maravilhosas dores no corpo, o sono imenso ao longo do dia...
E tem dia que nem um palhaço te anima, e o meu é hoje. E dai tem as várias obrigações que você mesmo se impõe, como fisioterapia, visitar ovo, fazer uma aulinha de teclado... Nos outros dias, centro espírita, doutrinárias,e por ai vai.
Mas o pior disso tudo é que quando você resolve que não vai fazer mais metade disso tudo, sente falta de ter o que fazer.
Somos mesmo muito contraditórios e complicados; No momento só sei de uma coisa: preciso de férias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!