sábado, 21 de fevereiro de 2015

A linha tenue emtre a introversão e o isolamento

Olá, pessoal, tudo joia?
Sempre fui contra a solidão, apesar de gostar dela, mas hoje me questiono um pouco sobre isso. Tem dias, como hoje, que gostaria de ficar que nem os adolescentes, no quarto, ouvindo musica, cantando e deitada, contemplando a vida. Isso pode ser só uma fase, um dia; mas até onde vai um momento de solidão, e onde começa um isolamento total da pessoa?
Tem pessoas, como eu, que não sabem onde acaba  um momento de introversão e começa o isolamento. Pra falar a verdade, acho uma linha muito tênue. Sempre gostei de estar sozinha, ouvindo uma musiquinha, nunca gostei de bailes em boates, exceto quando são shows ou bailes gaúchos e de carnaval. As festas que tem muita gente, até um certo momento pra mim, são  legais; mas daqui a pouco, já quero ir embora e voltar pra o meu momento silencioso.
Até um tempo atrás, não via problema nisso, gostava até. Mas hoje me questiono até onde posso deixar esse momento introvertido tomar conta de mim. Quando eu era adolescente, ok, tava tudo certo, podia me dar esse luxo, mas hoje não.
Só por hoje, vou deixar esse momento tomar conta de mim. Vou viver esse meu momento meio adolescente rebelde e ficar com a minha musiquinha, isolada do mundo, sem querer saber de ninguém. Só espero que amanhã, essa vontade vá embora e eu volte a fazer parte do mundo real, do mundo onde há interação entre as pessoas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!