sexta-feira, 20 de junho de 2014

Qual meu papel no mundo?


Oi pessoal. Tudo joia?
Hoje estava analisando o quanto cobramos coisas dos políticos, o quanto aliás, só cobramos coisas dos políticos. E  fiquei pensando: será que meu papel na sociedade é realmente só o de reclamar? será que não colaboro em nada pra que tudo continue como está? qual realmente meu papel na sociedade?
É claro que em muitas coisas, o político é o principal protagonista, como segurança pública, conserto de ruas, em dar educação e saúde para o povo. Mas, e o que fazemos com os benefícios que os políticos, nos dão, claro, não fazendo mais do que sua obrigação?
Por exemplo: existe o proune, onde basta a nota do ENEM para que o estudante de escola pública faça uma faculdade. Mas e eu, estudo para passar no ENEM e fazer uma faculdade?
O governo dá o bolsa tudo e junto vários cursos para que a pessoa comece a caminhar por suas próprias pernas. Mas eu realmente quero caminhar sozinho ou é mais cômodo depender do governo? Sendo assim, a culpa pela minha pobreza é minha ou do governo?
A prefeitura faz o recolhimento de lixo em dias certos em todas as ruas, noentanto, eu jogo qualquer coisa, a qualquer hora, nas ruas da cidade, sem me importar com o outro. Nesse caso, a sujeira da cidade é culpa de quem, minha ou do governo? Assim como quando jogam lixo no rio, a culpa das enchentes é minha ou do político?
E se vem a copa para o Brasil, e na época não faço nada contra, de repente, quando a copa já é confirmada, quero fazer mil protestos. Será que não fui conivente com a maldita copa?
Como vimos, os políticos, apesar de seu protagonismo, não agem sozinhos para que a sociedade se melhore. Nós, como cidadãos, temos papel primordial para que o mundo, o país, o estado, a cidade e nosso bairro sejam melhores. Basta que paremos apenas de reclamar do outro e façamos a parte que nos cabe para melhorar nosso pequeno mundinho.
E se o político não faz sua parte, mudemos isso ou através de manifestações pacíficas e de cara limpa ou através de nossa maior arma: o voto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!