quarta-feira, 26 de junho de 2013

O gosto do poder

Olá, pessoal. Como vão? Fiquei pensando todo tempo no que postar, já que a noticia do momento são unica e esclusivamente as manifestações, ofuscando até mesmo a copa das confederações; porém, não tem como fugir do assunto infelizmente, ou felizmente, já não sei... Fiquei pensando no o que causou o estopim disso tudo e onde tudo isso vai dar. E cheguei a algumas conclusões que quero dividir com vocês, apesar de não ser nada além do que vocês ja não saibam.




Na minha opinião, tudo isso, apesar do motivo dado pelos manifestantes ser o aumento do preço das passagens, na minha opinião começou unica e exclusivamente por causa da copa das confederações no Brasil. Não exatamente pela copa, mas sim por o poder público ter a financiado e ter sedido a pressões da FIFA, mudando até a lei seca nos estadios, por exemplo, apenas por ordem da federação de futebol. O povo está indignado por num instante o dinheiro para a copa do mundo aparecer como mágica e o dinheiro para investimentos na saúde e transporte público, por exemplo, desaparecer da mesma forma. E apesar de eu ser a favor da vinda desse evento para o país, acreditando muito no retorno que ele pode dar, concordo com parte do pensamento desses manifestantes, que não exigem mais do que seu direito.



Mas o movimento que na minha opinião acabaria logo após o fim da copa das confederações pode mudar seus planos. A final, após a retirada da PEC 37 e do pronunciamento da presidenta, mesmo que inconsistente, o povo percebeu o poder que tem nas mãos. Percebeu que tem força para mudar o curso das coisas, para colocar a política a seu favor. Na verdade, o pessoal do movimento cara pintada já sabia disso, mas o jovem, que andava alienado do mundo acordou e agora sentiu o gosto do poder. Agora o movimento tende a ganhar força, em busca de outras melhorias.



Agora é a vez de outras entidades lutarem por seus direitos e engrossar a massa dos pedidos por mudanças. É hora dos nossos jovens ensinarem seus filhos que eles tem o poder não só através do voto, mas tem muito mais força do que imaginam. Está na hora de colocarmos nosso país no rumo da politização, no rumo da participação popular que nada deixa a dever para os países do primeiro mundo. Portanto, vamos pra rua Brasil!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!