sexta-feira, 16 de setembro de 2011

UMA REPORTAGEM

Oioi pessoal. Hoje escolhi para postar uma reportagem da revista amanhã, que traça um perfil do empresário e das empresas da região sul. espero que gostem.


Um raio-x da elite empresarial do sul


AMANHÃ e PwC lançam a 21ª edição de Grandes & Líderes, ranking que apresenta as 500 maiores companhias da região

A Revista AMANHÃ e a PricewaterhouseCoopers (PwC) lançaram hoje, em Porto Alegre, a edição 2011 de Grandes & Líderes 2011, ranking que apresenta as 500 maiores empresas do sul. Neste ano, o grande destaque foi o Paraná: pela primeira vez desde 1991, o Estado superou o Rio Grande do Sul em todos os indicadores analisados na pesquisa. Juntas, as maiores empresas paranaenses apresentam a maior soma de receita bruta, patrimônio líquido e lucro, além dos menores índices de endividamento. Uma conquista significativa, já que o Paraná tem menos representantes do que o Rio Grande do Sul entre as 500 maiores da região.

A localização geográfica é um dos fatores que pesam a favor do Paraná. Próximo do grande centro econômico do país – São Paulo –, o Estado leva vantagens na capacidade de atrair investimentos. Além disso, a atual conjuntura econômica favorece o Paraná, que conta com mais companhias voltadas para o mercado interno. “Em 2010, os setores que mais se destacaram no sul do país foram justamente aqueles que têm foco no mercado doméstico”, explica Jorge Polydoro, diretor-presidente do Grupo AMANHÃ (à direita na foto). Um exemplo é a Vivo, que tem sede em Londrina. Só em 2010, a empresa lucrou R$ 1,7 bilhão – um dos resultados mais expressivos do ranking. Outra que se destacou foi a Renault: beneficiada pela popularização do crédito, a montadora registrou um aumento nas vendas de mais de 35% e obteve um lucro de R$ 232,8 milhões – o maior desde que se instalou em São José dos Pinhais, em 1999.

“No Rio Grande do Sul, temos muitas empresas familiares, que sofrem diretamente com a atual estrutura tributária do país. Já no Paraná, há uma incidência maior de grandes grupos multinacionais, que chegam aqui desfrutando de benefícios que realmente fazem a diferença nos seus resultados”, acrescenta Carlos Biedermann (à esquerda na foto), sócio da PwC na região sul – e um dos líderes do projeto Grandes & Líderes.


Construção em alta

Outra tendência que despontou no ranking foi o crescimento das empresas do setor imobiliário e construção civil. Em 2010, cinco estrearam no ranking das 100 maiores do Rio Grande do Sul – e três delas se posicionaram no grupo das que mais cresceram em 2010. O destaque foi a Construtora Sultepa, de Porto Alegre, que atua em obras de infraestrutura para transportes – filão que vem registrando alta demanda em função da Copa de 2014. Em doze meses, as vendas da empresa subiram 67%, ao lado de outras grandes da construção como Habitasul e Goldsztein Cyrela, que viram seus faturamentos inflarem em mais de 50% no mesmo período.

Em sua 21ª edição, o ranking Grandes & Líderes traz um panorama completo do ambiente empresarial da região sul do Brasil. O diferencial do ranking está na análise feita exclusivamente de balanços. Além disso, a lista se baseia em um indicador exclusivo para auferir a força das empresas, o Valor Ponderado de Grandeza (VPG) – que faz uma média ponderada entre patrimônio (50%), receita bruta (40%) e lucro/prejuízo (10%).

terça-feira, 13 de setembro de 2011

PARA PENSAR

Olá pessoal.
Hoje estou aqui para postar uma musica que vai servir pra quem quiser refletir. sobretudo para quem quer tudo do seu jeito, quer que todos sejam tão ageis, tão eficientes, tão dóceis quanto alguém. espero que gostem.


Bossa, Cidadão quem
Atenção
As pessoas não precisam
Ser iguais às outras
Aceite ou não
Mas você é única
No mundo assim
Uns são mais
Coordenados, determinados
Obcecados
E outros atrás
Vão levando a vida
E quem ousa dizer
Que é pior?
Há quem construa aviões
Escreva as revistas
E outros dedilham violões
Eu digo
Hei!
Você que sabe tudo
Me diga como perguntar
Se eu não sei
Você que pensa em tudo
Me mostre o quanto pode amar
Atenção
As pessoas não precisam
Ser iguais às outras
Aceite ou não...

domingo, 11 de setembro de 2011

11 de setembro

Olá seguidores. hoje vim falar sobre uma data que com certeza será inesquecivel para a minha geração: o dia 11 de setembro.
Todo mundo lembra o que estava fazendo nesse dia. eu por exemplo acordei sentindo o dia pesado, sinistro. não me senti bem desde a hora que acordei. estava na aula quando ouvi algo sobre a terceira guerra mundial uma tragédia, mas não entendia o q. até que na volta pra casa descobri o que havia acontecido.
Esse evento mudou a vida de muita gente, ou melhor, de todo o mundo. depois dela, crises economicas que até agora não cessaram, uma guerra travou-se sem uma vitória definida, ou pra alguns, com a vitória americana. a segurança americana também sofreu muitas mudanças, ficou muito mais rigorosa, o que não se sabe se vai inibir novos ataques terroristas a curto praso.
Mas o principal trauma que vai ficar será para aquelas pessoas que viveram aquele momento na pele, ou que perderam seus familiares. e ficará a lição para uma geração de que uma politica externa que prioriza o ataque com o suposto propósito de defender a humanidade ganha muitos inimigos.

sábado, 10 de setembro de 2011

minha semana

Olá pessoal. epois deo pinar tanto sobre algumas coisas, aos sábados vou contar minha semana se ela for interessante.
Bem, sábado passado tinha desfile civico aqui na cidade. eu não ia desfilar por questões lógicas. eu ja sou formada e tal... mas lá onde meu pai trabalha tinha pouca gente, então eu desfilei de intrometida. foi até legal. no outro dia tinha desfile das escolas que fomos assistir. bem legal.
Depois no ensaio do coral do qual faço parte, descobri q iamos nos apresentar no outro dia na missa de enserramento da semana da patria. cantamos o hino nacional e do rio-grande. foi legal...
Nessa sexta teve formatura da minha prima. foi bem emocionante. em cada formatura que eu vou eu sempre lembro da minha. acho que isso é inevitavel. e eu gosto de lembrar disso.
Hoje tem um baile. o baile de formatura. já estou penteada para ir. tava a espera de um baile a tempos! ontem tb teve uma reunião dançante só pra familia. foi bem legal... eu sempre vou dizer q festas em familia são bem legais...
Teria outras coisinhas pra eu contar aqui, mas é melhor deixar quieto por enquanto... se acontecer alguma coisa no decorrer da semana no próximo sábado estará postado aqui. bjs pra todos!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

O PRECONCEITO É MUITO RELATIVO

Oioi pessoal. tudo joia?
Hoje vim falar sobre o preconceito na minha visão. a gente sempre costuma achar que qualquer brincadeirinha que fazem com nossa cor, nossa deficiencia e opção sexual é motivo de preconceito. persebi isso durante um episódio que ocorreu no twitter, quando alguém postou um audio da radio jovem pan que fazia algumas brincadeiras com os cegos, talvez por desconhecimento, talvez pra zoar mesmo.
Muita gente, inclusive eu mesma, acabou não gostando das piadinhas. mas depois eu pensei, quantas vezes fazemos essas mesmas brincadeiras com nosso irmão?
Quantas vezes eu vi no twitter brincadeiras com os homossexuais, com os mais feinhos, com os gordinhos... e quantas vezes eu mesma não fiz isso sem me dar conta? e na hora em que a brincadeira é com o outro a gente diz que é besteira o outro se ofender, que nada a ver ficar bravo por uma simples brincadeira, etc.
É como diz o ditado, pimenta nos olhos dos outros é refresco, né mesmo? então, antes de fazermos piadinhas com os defeitos dos outros, se acharmos que não vamos aguentar se fizerem piadinhas com a gente, ,nem comece, ok? isso vale pra mim também.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Cadê o patriotismo?

Olá,pessoal. como já estamos no 07 de setembro, resolvi postar sobre uma coisa que observei em toda essa semana da pátria.
Aqui no país tem a parada da mocidade, onde os alunos das escolas desfilam exaltando seu amor à patria. mas hoje em dia, as escolas pelo menos por aqui, para insentivar, dão pontos aos alunos que desfilam. mas até onde isso é bom?
Quando nós, alunos, estamos desfilando pra ganhar seus pontos para passar de ano, não temos a minima idéia do porque de estarmos ali, do que estamos fazendo lá. patriotismo? não sabemos nem o que essa palavra quer dizer. aliás, nem os adultos sabem mais o que é isso.
Uma das causas disso é a falta de insentivo escolar e familiar, falta de despertar o amor pelo seu país. mas a corrupção, a falta de respeito dos politicos pelo povo e o descaso ajudam muito para que esqueçamos de dar valor ao país que nascemos. isso é mais visivel ainda em quem mora fora do país e volta depois de muito tempo.
Eu particularmente, acho que o país, apesar das pessoas que os governam não serem dignas, tem muitas qualidades, está melhorando muito, e tem muita coisa boa. e que coisas boas são essas?
O calor humano de seu povo, a hospitalidade, o privilégio de não termos terremoto e quase nunca furacões. nossa cultura, e entre muitas outras coisas que eu poderia citar e principalmente o fato de esse ser o país em que eu nasci me fazem amar o meu país e me estimulam a fazer o que estiver ao meo alcance para melhorá-lo cada vez mais.
Nesse dia 07 de setembro, o que eu mais desejo é que os brasileiros voltem a sentirem orgulho de ser brasileiros. desejo que o patriotismo volte a reinar. e desejo principalmente, que o país melhore cada vez mais, dando motivos para cada vez mais, nos orgulharmos de ter nascido aqui.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Brasil, o país das greves

Olá, pessoal. Hoje vim falar sobre uma coisa que tem se tornado recorrente aqui no país. São as greves e protestos.
Antigamente, as greves eram muito comuns pela exploração que havia com os empregados. Depois, essa prática deu uma parada. Agora ela voltou com tudo!
Aqui no Rio Grande do sul os protestos são dos militares, que para reviindicar melhores salários colocam fogo em pneus à beira das estradas e colocam faixas. Esses protestos estão ganhando o apoio da população gaúcha, que pensa que não há outro jeito para os brigadianos serem ouvidos além desse.
Além disso, paralizações frequentes dos professores estaduais para tentar conseguir melhores salarios estão se tornando comuns. As ameaças de greve também são constantes.
Mas essas são as greves aqui do RS. Ainda existem outras greves pelo país, como a greve do funcionalismo paulista, inclusive a dos agentes funerários. Mas por que isso acontece?
Isso acontece na minha opinião porque o governo ao longo dos anos, foi cada vez mais arrochando o salário do funcionalismo público, a ponto de não ter mais como eles serem recuperados em sua totalidade. E agora eles estão cobrando o que é de direito sim, mas o que dificilmente será atendido, devido ao que já foi dito anteriormente.
Eu cinseramente, discordo dessa forma de protesto dos brigadianos gaúchos, mas também por outro lado, eu sei que não há outro jeito desses funcionários, que possuem o menor salario da brigada brasileira serem percebidos pelo governo federal.
Enquanto isso tudo acontece, vamos rezar para a crise não ser tamanha a ponto de paralizar o país. E olha, por mais que pareça, eu não estou exagerando!