quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

suicidio, o que leva a isso?

Oi. hoje vim falar d um assunto bem desagradavel: o suicidio. aqui na minha cidade, em 2 semanas, 2 suicidios.
Os suicidios tem 2 principais motivos: a falta de dinheiro e decepções amorosas. mas será que alguém vale tanto assim pra gente preferir morrer à ficar sem seu grande amor? será que o sofrimento é tão grande assim? falando de mim, nunca me mataria por esse motivo, pelo menos.
E a falta de dinheiro, será que essas pessoas são tão materialistas que acabam preferindo morrer a ficar sem grana? ou será que é o desespero de ficar com seu nome sujo, o desespero de ser mal falado, ou de sua própria consciencia ficar martelando sua cabeça dia e noite? nesse caso financeiro, é uma coisa mais complicada.
Mas nos dois casos, tenho uma opinião: baixa autoestima. a pessoa se julga tão incapaz, tão insignificante, ou pelo menos, tão menor que o desespero que sente, que resolve acabar com sua própria vida. e a familia acaba sendo algo sem sentido, pois essa atitude não deixa de ser egoista, na minha opinião.
A unica coisa que podemos fazer é rezar por esses irmãos tão perturbados e tristes. e rezar pra que nenhum de nós cometa tão grande insanidade, pois ninguém está livre de se descontrolar e atentar contra a própria vida. oremos e tenhamos em mente que o mais importante é a familia, os amigos e as coisas boas que a vida nos trouxe. as más são passageiras.

Um comentário:

  1. Oi Taís!!!!!
    Eu concordo com o seu parecer, e até meus 17 anos, nunca havia tentado contra a minha própria vida.
    Fiz isso no dia 21 de outubro de 2005, quando a minha mãe faleceu.
    nunca mais eu quero fazer isso, não me levaria a nada, e eu ia deixar a brunna sozinha, não podia nem ter pensado nisso mais em fim.............
    não da pra alegar q o suicídio é uma váuvula de escape, pq não é.
    deixa muita dor para os que ficam, e além do +, eu creio q essa alma não fica empaz.
    beijos, ótima postagen!

    ResponderExcluir

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!