segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

do fundo do poço à gloria

Oi gente.; hj estava analizando os acontecimentos do campeonato brasileiro e fiz uma reflexão. O campeão do campeonato brasileiro o ano passado, estava lutando pra não cair, e hj, depois de um ano, q difeença! O gremio, a menos de 6 meses, estava em crise, e hoje, torce pra o goiás perder a sul-americana. Assim, ele consegue vaga na libertadores. e o próprio goiás, que está rebaixado no brasileirão e hj luta por um titulo na sul-americana...
Trazendo isso para nossa vida, quantos de nós já passaram por autos e baixos na vida, e tudo em tão pouco tempo? Uma hora, estavamos com um problema imenso a resolver, e de uma hora para outra, a sorte plena nos sorria. e quantas vezes agradecemos por isso e vibramos como os torcedores e jogadores de um time de futebol? Tenho quase certeza que a gente se esquece de agradecer às glórias alcançadas, pela correria, ou pelo simples esquecimento.
Aliás, acho que às vezes, precisamos entrar na "zona de rebaixamento" para aprender a dar valor a "série A" da nossa vida. E mesmo assim, a gente não se dá conta disso.
Portanto, tentemos levar a vida como um jogo de futebol, vibrando com as vitórias e lutando para não cair, quando parecer que o tombo é inevitavel. Se agirmos assim, tenho certeza que nossa vida será bem mais empolgante do que agora; tão empolgante quanto um campeonato de futebol. bom jogo a todos!

Um comentário:

  1. Puuuuuuuuutzzzzzzzzz, que postagen forte!
    Mais vc está serta Taís, eu sou um bichinho que vive assim............
    Quando as coisas dismontam, eu choro, grito, fico nervosa, arranco os cabelos, e quando elas sobem, e ficam coloridas, eu vibro, mais a intensidade dessa vibração, é bém < do q a intensidade da lamentação.
    Então ja está na hora de mudar, e parar de me lamentar!
    Prometo que vou ser um bichinho diferente!
    Um golfinho mais feliz.
    ( Não assusta em, minha imagen de ezibição do blog é essa, um goufinho!)
    Bjs!!!!!!!
    Dorinha.

    ResponderExcluir

comentem a vontade. estou aberta a sujestões e criticas. abraços!